domingo, 13 de março de 2011

Rir do que é bom

Do passo pequeno ao jeito de rir
Dos sapatos todos assim e a enrolanção do lugar
Enfeita o cabelo e dança com ar de criança
Brinca com a própria vontade de cantar e ser feliz
E do pouco que conheço sei que te quero bem.

Um comentário:

Tassyane Goulart Nunes disse...

Poema inocente, bom de ler.
:D Gostei