sábado, 3 de setembro de 2011

Bruxinha...

ela vinha simples como uma menina no olhar, vinha paralisante 
ela tinha alegria da boca pra fora, tinha alegria do corpo pra fora
tinhas sonhos ocultos, tinhas os mesmos pensamentos tristes que qualquer um tem
mas tinha uma menina no olhar
era coberta por preto, era de vestes e cabelos, performances e espelhos
queria uma alma de bruxa e uma cultura milenar
fazia seu rosto em despedaçado trassado, tinha meu querer
meu fascínio pelo seus segredos
como um coração em mãos, com a boca e desejos 
a linguá acida, linguá doce, amarga, como saber?
tinha em sonhos, calada, minhas vontades, era animada
era bruxinha, sorrindo, fitando, e sendo "inexistente" quando deveria estar mais perto. 

Um comentário:

Mônica Barros disse...

adoreii *---* te amo s2